Paraíba confirma duas mortes por chikungunya

Paraíba confirma duas mortes por chikungunya

A Secretaria de Saúde de Paraíba confirmou na manhã desta segunda-feira (14) duas mortes causadas por febre chikungunya no Estado.  As vítimas eram moradoras das cidades de Monteiro e Santa Cecília, no Cariri e Semiárido da Paraíba respectivamente. 

De acordo com o boletim da Saúde, uma terceira morte ainda está sendo investigada e ocorreu na cidade de Campina Grande. Conforme a Saúde, a investigação aguarda o resultado do laboratório do Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará.  

Conforme a portaria de nº 204, publicada 17 de fevereiro de 2016, todo óbito com suspeita de chikungunya deve ser informado imediatamente a Secretária de Secretária de Saúde do Estado. 

A Chikungunya é definida quando o paciente apresentar febre de início súbito, acima de 38,5ºC, dores agudas nas articulações, não explicadas por outras condições, sendo residente ou tendo visitado áreas endêmicas ou epidemi8cas até duas semanas antes do início dos sintomas ou que tenha vínvulo epidemiológico com caso confirmado. 

Em relação a dengue, somente neste ano, foram notificados 11.657 casos suspeitos de dengue no estado. E nove óbitos suspeitos de dengue, ocorridos nos municípios de Campina Grande, Monteiro, São Bento, Bayeux, João Pessoa, Caiçara, Pilões e Sapé. 

Destes óbitos, um foi confirmado, um foi descartado e sete seguem em investigação. Conforme a Saúde, a investigação cursa com busca de informações domiciliares, ambulatorial e hospitalar, conforme Protocolo do Ministério da Saúde.

 

 

 

Click PB