Para RC, Brasil precisa de estabilidade, defende manutenção de Dilma e agenda público/ empresarial

Para RC, Brasil precisa de estabilidade, defende manutenção de Dilma e agenda público/ empresarial
Apesar de a crise ter se agravado nos últimos dias com a prisão do senador Petista, Delcídio do Amaral, e de a oposição continuar 'pedindo a cabeça da presidenta Dilma Rousseff', o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), continua na contramão do seu partido nacionalmente e aposta na manutenção da petista no Palácio do Planalto.
 
Coutinho participou de um encontro com outros 14 governadores e lideranças do setor privado do Movimento Brasil Competitivo (MBC) em São Paulo, para discutir uma espécie de pacto social pela reforma do Estado e elaboração de propostas que possam ser encaminhadas ao governo federal e ao Congresso Nacional com o objetivo de equacionar o atual cenário de crise. 
 
O governador afirmou que o Brasil precisa de estabilidade e não vê isso com a saída de Dilma, se colocando contra o impeachment. "O Brasil precisa de estabilidade, suas instituições estão funcionando e não se pode tirar uma presidente só porque sua popularidade é baixa", disse e continuou: "O pior é o reflexo da paralisia econômica, este é o grande problema do País". 
 
Ricardo defende ainda a adoção de uma agenda positiva para que os setores público e empresarial encontrem os caminhos para superar a crise com a atuação conjunta do Governo Federal e Congresso Nacional.
 
 
 
Com informações do Estadão.