Para Maranhão PMDB não pode 'abrir mão na formulação das políticas públicas do Estado', mas não quer ir 'com sede ao pote'

Para Maranhão PMDB não pode 'abrir mão na formulação das políticas públicas do Estado', mas não quer ir 'com sede ao pote'

O senador eleito, José Maranhão (PMDB) comentou em entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM, nesta terça (6), que o partido não pode abrir mão de uma participação na formulação das políticas administrativas do Estado, mas destacou que o PMDB não vai entrar ‘nessa guerra pequenina’ de cargos e vai ajudar o governador Ricardo Coutinho (PSB) com a representação de seus parlamentares.


“O problema não é saber se o presidente do partido está ou não satisfeito com cargos no atual governo. O PMDB, que é um partido que tem raízes muito profundas em todos os municípios do Estado da Paraíba, não pode abrir mão de um participação na formulação das políticas administrativas do Estado e penso que nesse sentido o partido, que sempre foi muito ativo nos governos, que já exerceu e no posicionamento de seus líderes, quer e tem como coisa mais importante essa participação na formulação das políticas públicas”, diz.


Maranhão também destacou que além da participação estadual com cargos e quadros no estado, também terá uma participação forte no encaminhamento de projetos junto ao governo federal pela bancada que tem ‘muito atuante e expressiva’ e certamente terá todo o acesso com o governo Dilma e do próprio congresso para fortalecer ações do governo atual.


“Não entramos nessa guerra pequenina de cargos. Não estamos tão preocupados com isso, é claro que o partido precisa ter representação na estrutura administrativa que está se montando, mas não vamos correr com muita sede ao pote, não é nossa tradição pessoal nem postura do partido”, diz.
 


Marília Domingues