Papa Francisco admite poder vir a renunciar

Papa Francisco admite poder vir a renunciar

O Papa Francisco admitiu aos jornalistas, na viagem de regresso ao Vaticano depois da visita pastoral à Coreia do Sul, a possibilidade de poder vir a renunciar ao pontificado, se lhe faltarem as “forças”.

De acordo com a Renascença, Francisco elogiou o exemplo dado pelo Papa emérito Bento XVI, lembrando que “a nossa vida é maior e numa certa idade já não temos capacidade de governar bem, porque o nosso corpo está cansado. Podemos ter saúde, mas não temos força para continuar a governar a Igreja".

Por isso, acrescentou, que se um dia não sentir forças fará o mesmo. “Rezarei muito, mas farei o mesmo. Ele abriu uma porta que é institucional, não excepcional”, sublinhou.

O Papa confessou ainda que pensa que não lhe restam muitos anos de vida, desvalorizando a sua popularidade. “Interiormente, procuro pensar nos meus pecados, nos meus erros, para não ser orgulhoso. Porque sei que vai durar pouco tempo. Dois ou três anos e, depois, volto à casa do Pai", disse.

 

Jornal i