Papa defende liberdade de crença em encontro com Budistas

Papa defende liberdade de crença em encontro com Budistas

O Papa Francisco visitou nesta quarta-feira (14) um templo budista no Sri Lanka, o que não estava previsto em seu programa, informou seu porta-voz.

No templo Baha Bohdy de Colombo, o Papa foi recebido pelo presidente desta organização budista internacional, Banagale Upathissa.

O porta-voz do Papa, Federico Lombardi, disse a jornalistas que Francisco desejava "expressar a sua amizade" com o budismo neste encontro que durou cerca de 20 minutos.

 

Durante esta reunião, o monge budista, que estava acompanhado por sete jovens monges, abriu uma estupa, um monumento funerário com relíquias de dois monges falecidos.

O monge decidiu abrir a estupa por ocasião da visita do Papa, que tirou os sapatos no templo, no qual havia uma grande estátua de Buda. Normalmente, este monumento é aberto apenas uma vez ao ano.

O Sri Lanka tem 20 milhões de habitantes. A população é predominantemente budista, enquanto os católicos representam 7%.

Pela manhã, Francisco falou nesta quarta a meio milhão de fiéis reunidos em Colombo, insistindo na liberdade de crença em um país assolado por tensões étnicas e religiosas.

 

 

G1