Outra CPI da Petrobras pode ser aberta

Outra CPI da Petrobras pode ser aberta

O líder do PSDB, Cássio Cunha Lima (PB), afirmou que já tem 19 das 27 assinaturas de senadores necessárias para instalar uma comissão parlamentar mista de inquérito sobre a Petrobras. Ele disse que espera obter 32 assinaturas, que serão colhidas até a próxima semana.

— Nós já temos as assinaturas. Falta apenas a coleta material, formal para que se possa ter o número necessário — afirmou o senador.

Cássio acredita que quatro assinaturas poderão vir de parlamentares da base do governo com os quais ele tem conversado. Seis seriam da bancada do PSB e as outras dos senadores Alvaro Dias (PSDB-PR), Ricardo Ferraço (PMDB-ES) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

Para  José Agripino (DEM-RN), a CPI trará resultados e terá um desfecho diferente da outra, que funcionou no Congresso durante o ano passado, porque vai ser feita com base em um relatório de delação premiada, de fatos denunciados e de provas oferecidas.

— O desfecho será diferente. A CPMI vai investigar fatos denunciados com provas e chegar às conclusões que cabe ao Congresso chegar para aplicar punições políticas da nossa responsabilidade — afirmou o senador.

 

 

 

Senado