Orçamento do Estado prevê investimento de 7% com servidor, diz deputado

Orçamento do Estado prevê investimento de 7% com servidor, diz deputado

O deputado Frei Anastácio (PT) e membro da Comissão Orçamentária da Assembleia Legislativa revelou que a Lei Orçamentária Anual de 2016 tem previsão de crescimento de 7% em investimento com o setor pessoal. "A LOA de 2016 estima um investimento pouco acima de R$ 5,2 bilhões cerca de 7% acima da prevista para este ano, com um total de R$ 4.933 bilhões".

A peça orçamentária que já se encontra nas diversas comissões temáticas da Assembleia Legislativa, é da ordem de R$ 11.337. 049, 745. "O valor é basicamente o mesmo deste ano. Cresce apenas 1%", avalia Anastácio.

Por sua vez, o deputado Buba Germano, relator da LOA, disse que ainda não teve a oportunidade de "esmiuçar" o conteúdo da peça orçamentária. Considera o valor bom. "É bem superior à apresentada no Congresso pelo Governo Federal". "Ao menos, a nossa não tem déficit", emenda ao informar que ainda analisa a peça.

De acordo com Buba Germano, a única certeza é a de que os poderes terão um aumento de 5,5% em relação à LOA deste ano. "Esse percentual ficou acordado na Lei de Diretrizes Orçamentária", informa.  

O dinheiro da Lei Orçamentária Anual, de acordo Anastácio, será divido da seguinte forma: Poder Judiciário - R$ 860 97 milhões; Poder Legislativo - R$ 435,19 milhões. Desse total R$ 134 milhões vão para o TCE; Ministério Público do Estado tem um orçamento de R$ 250 milhões e 586 mil; coube a Defensoria Pública - R$ 75 milhões e 759 mil.

O Poder Executivo recebe a maior parte, cerca de R$ 9,7 bilhões.

O dinheiro, de acordo com o deputado, será distribuído da seguinte forma: Poder Judiciário - R$ 860 milhões e 977 mil; Legislativo - R$ 435 milhões e 197 mil. Desse total R$ 134 milhões vão para o TCE; Ministério Público do Estado tem um orçamento de R$ 250 milhões e 586 mil; coube a Defensoria Pública - R$ 75 milhões e 759 mil.

O Poder Executivo recebe a maior parte, cerca de R$ 9,7 bilhões.

Anastácio informa ainda que a LOA é divida em três partes. A primeira é referente ao orçamento fiscal que  corresponde a R$ 7,2 bi; a segunda é de seguridade social que tem previsão de R$ 3.35 bi; e a última a de investimentos de empresas, cujo valor corresponde a R$ 711, 2 milhões.

Segundo cálculos do deputado, a área de Segurança Pública vai receber uma maior fatia do 'bolo' orçamentário para 2016, cuja previsão tem um aumento de 19,6%, se comparada à LOA deste ano.

O Departamento Estadual de Trânsito vai ser um dos órgãos mais beneficiados com uma receita de R$ 32 milhões a mais do que a de 2015.  

 

 

 

Click PB