Oposição contesta dados e pede para governo descer do palanque

Oposição contesta dados e pede para governo descer do palanque

O deputado Dinaldo Wanderley Filho (PSDB) rebateu, nesta terça-feira (07), os dados divulgados pelo Governo do Estado apontando uma redução da violência na Paraíba no feriadão da Semana Santa. Segundo números do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria da Segurança e Defesa Social (Seds), a redução foi de 29%, em relação ao mesmo período no anos de 2013 a 2015.

De acordo com o balanço, em 2013, por exemplo, o número de assassinatos foi 34, e no ano passado, ficou em 25 homicídios, patamar abaixo do registrado este ano, com 24 mortes violentas.

Dinaldinho, como é conhecido o deputado, afirma que o governo precisa descer do palanque, saber que este ano não é de política, de eleição e começar a agir, pois na verdade a violência só piora no Estado. Para o parlamentar, os números não condizem com a realidade e revelam que o governo tenta maquiar a situação vivida no Estado.

“Lamentavelmente a Paraíba se encontra com essa violência gritante, sem freio. A população sente, são 40 mortes na Semana Santa, que deveria ser de confraternização com as famílias, mas na verdade foi uma grande carnificina. o governo precisa descer do palanque, sabe que este ano não é de política, de eleição e começar a agir. Enquanto isso não ocorrer, vamos continuar enterrando paraibanos vítimas da violência, que está descontrolada”, afirmou.

O deputado afirma que no governo Ricardo Coutinho a Paraíba violência atingiu patamares alarmantes. Segundo ele, João Pessoa é a oitava cidade mias violenta do mundo. “Em Patos todos os dias morrem jovens em decorrência da violência, do envolvimento com o mundo das drogas. Hoje os homens de bem da Paraíba estão desarmados e os criminosos continuam armados, praticando todos os tipos de crime, principalmente assaltos a carros fortes. A violência não só piorou, continua piorando. São quatro anos de desgoverno com relação à segurança pública”, completou.

Dinaldinho revelou que irá apresentar requerimento na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) solicitando a realização de audiência pública na Casa com a presença do secretário de Segurança Pública, do comandante da PM e representantes da Polícia Federal.

“Eles precisam vir aqui e dizer porque a Paraíba continua com estes índices alarmantes”, disse.

O deputado Tovar Correia Lima (PSDB) também questionou os dados divulgados pela secretaria de Segurança. Segundo ele, imprensa noticiou que foram 40 homicídios ocorridos e informados pela própria Polícia. “Só da sexta-feira da paixão para o sábado de aleluia foram 14. Isto nos leva a crer que o governo através da sua equipe da segurança está maquiando os números e jogando, e quém quiser vá contar. Como mais ninguém faz esta contagem oficial, ele deita e rola. Sobra apenas os dados que alguns da imprensa capta da própria polícia para contestar. E isto será fácil pra eles rebaterem”, comentou.

 

 

 

 

Cristiano Teixeira – MaisPB