Operação Sete Chaves: MPF resgata R$100 mil das contas bancárias de investigados

Operação Sete Chaves: MPF resgata R$100 mil das contas bancárias de investigados
Apenas R$ 100 mil reais estavam nas contas bancárias em nome dos investigados na Operação Sete Chaves, que desarticulou, na quarta-feira, 27 de maio de 2015, organização criminosa envolvida na extração e comércio ilegal de turmalinas paraíba. O valor foi sequestrado judicialmente, por determinação da Justiça Federal, a pedido do Ministério Público Federal na Paraíba (MPF), através da Procuradoria da República em Patos (PB).

Para o procurador da República João Raphael Lima, o baixo valor encontrado nas contas brasileiras dos investigados, comparado às cifras astronômicas envolvidas na extração e comércio ilegal internacional, descobertas durante as investigações, é mais um indício de que os acusados mantêm o maior volume de dinheiro em contas bancárias fora do país.

A Justiça Federal também determinou o bloqueio dos ativos financeiros existentes em nome dos investigados, através do Bacenjud e a inserção, com uso do Renajud, de restrição de transferência de propriedade de veículos automotores em nome dos envolvidos.

 

 

 

 

Assessoria