Operação da Polícia Federal combate tráfico de drogas no Sertão da PB

Operação da Polícia Federal combate tráfico de drogas no Sertão da PB

Municípios do Sertão da Paraíba foram cenário de uma operação da Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (16). A ação é de combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado e envolve 215 policiais federais também nos estados do Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Goiás, Paraná e Santa Catarina, para dar cumprimento a 80 mandados judiciais expedidos pelo Juízo de Direito da Vara de Entorpecentes de Campina Grande/PB, sendo 49 mandados de prisão preventiva, 27 de busca e apreensão e 4 de condução coercitiva.

Equipes da PF cumprem mandados de busca, apreensão e prisão em várias cidades do interior da Paraíba, bem como em alguns municípios de Estados vizinhos. A Operação tem por finalidade desarticular organização criminosa com atuação voltada para o tráfico interestadual de drogas, responsável pelo abastecimento de grupos criminosos sediados na cidade de Campina Grande, que coordenavam distribuição de drogas nos bairros Jeremias, Pedregal, Monte Santo, Malvinas e Bodocongó.

Dentre os municípios paraibanos em que acontece a operação estão as cidades de Patos e São Bento, situadas no Sertão do Estado. A investigação realizada pela Delegacia de Polícia Federal em Campina Grande/PB, com o apoio da Delegacia de Polícia Federal em Patos, foi iniciada há aproximadamente um ano e meio, resultou, até a presente data, na prisão de 28 pessoas e apreensão de aproximadamente 1 tonelada de maconha e 270 Kg de cocaína/crack, permitindo a obtenção de provas de autoria e materialidade necessárias à comprovação do crime organização criminosa praticado mediante a associação estável e permanente de um grupo de pessoas com o objetivo de obtenção de lucro com o comércio ilícito de droga.

Ainda não há a informação de quantas pessoas já foram presas. Ainda nesta terça-feira haverá uma coletiva de imprensa, a partir das 15h, na sede da Delegacia de Polícia Federal em Patos.


Paçaguá

O nome da operação “Paçaguá” refere-se ao termo da língua indígena Tupi-Guarani relacionado ao instrumento de pesca, composto por uma pequena rede na extremidade de uma vara, utilizado para recolher grandes peixes fisgados com anzol.


MaisPB