Operação conjunta de três cidades, desarticula quadrilha acusada de roubos e assaltos no Agreste paraibano

Operação conjunta de três cidades, desarticula quadrilha acusada de roubos e assaltos no Agreste paraibano
Numa ação conjunta das Polícias Civil de Queimadas, Aroeiras e Campina Grande, mais uma perigosa quadrilha acusada na prática de vários delitos foi desarticulada, na madrugada desta quinta-feira (24), desta vez no município de Gado Bravo, localizado no Agreste paraibano. 
 
Sob o comando da delegada de Aroeiras, Maria Sileide de Azevedo, a operação, denominada de “Gama”, com o objetivo dar cumprimento a oito mandados de prisão e quatro de busca e apreensão, culminou com a captura de Essuel Felipe da Silva; Josivan Santos de Araújo Nascimento, o “Jô”; Jonis Santos de Araújo, o “Jonas”; Diego Grigório da Silva, Erinalva Maria do Nascimento, Josembergue Cícero Duarte do Nascimento, o “Berguinho”, e José Josinaldo da Silva, o “Grilhinho”, e a apreensão de cinco motos e vários outros objetos roubados. 
 
Durante coletiva à imprensa na Central de Polícia de Campina Grande, a delegada Sileide Azevedo afirmou que as investigações vinham sendo realizadas há meses, porém intensificadas nos últimos dias, em razão de uma série de denúncias sobre a ação delituosa do bando, na região. “Com base em informações e indícios, recorremos à Justiça, que de imediato expediu mandados, e, desta forma conseguimos a captura dos principais acusados”, disse a autoridade policial. 
 
A delegada da 11a seccional, Renata Dias, ressaltou o empenho dos policiais, em mais uma ação que visa a devolver a tranqüilidade à população da região, que tem reclamado a ação constante de bandos praticando todos os tipos de delitos. ”Além de praticar assaltos, eles roubam tudo que encontrar”, afirmou.
 
Com o bando, preso em três residências, a Polícia apreendeu cinco motocicletas, peças de motos, utensílios domésticos, ferros de passar, ferramentas, celulares, aparelhos de som. Ventiladores, materiais escolares e até geladeira, produtos de furto, inclusive em escolas. 
 
Segundo a delegada Sileide Azevedo as investigações terão prosseguimento, já que há suspeita de outros atos praticados pelo bando, que tem fortes ligações com grupos de Pernambuco, onde se procede a falsificação de documento de veículos roubados. A autoridade policial orienta as pessoas que foram vítimas a procurarem a delegacia, para a identificação dos objetos furtados e, no caso de vítimas de assaltos, o reconhecimento dos acusados.
 

Assessoria