Operação carnaval: 53 suspeitos são presos pela Polícia e 15 armas são apreendidas em todo Estado

Operação carnaval: 53 suspeitos são presos pela Polícia e 15 armas são apreendidas em todo Estado

A Polícia Militar já prendeu e apreendeu 53 pessoas suspeitas de crimes, apreendeu 15 armas e atendeu a 330 ocorrências de perturbação do sossego (som alto), das 18h da última sexta-feira (28) até as 9h deste domingo, em todo Estado. As ações fazem parte da operação carnaval, que teve a segurança reforçada com mais de 5.000 policiais e bombeiros na Paraíba.

As últimas cinco apreensões de armas aconteceram da noite desse sábado até a madrugada deste domingo. Duas delas em Catolé do Rocha, no Sertão, durante uma ação conjunta das Polícia Militar e Civil, no início da noite deste sábado, que resultou na prisão do suspeito Alcivan Bezerra de Oliveira, de 52 anos, flagrado com um revólver, uma espingarda e várias munições. Ele é acusado de roubar gados na região. A outra arma apreendida no sertão foi na cidade de Várzea, com Maria Izabel de Souza, de 28, que estava bebendo com o pai e após discussão o ameaçou com um revólver calibre 38.

Já na região metropolitana, foi apreendido um revólver calibre 38 no fim da noite deste sábado, durante rondas na comunidade do Gadanhe, no bairro Padre Zé, em João Pessoa. Na ação foi preso o suspeito Weberton Cipriano Cassiano, de 25 anos. Em Santa Rita, na madrugada deste domingo, dois homens em uma moto foram interceptados e com eles foi apreendido um revólver calibre 32.

Dos 53 suspeitos de crimes detidos até agora, 13 foram por porte ilegal de arma; 17 por lesão corporal; 8 por força de mandado de prisão; 6 por roubo; 6 por furto; 2 por tráfico de drogas e 1 por estupro.

A maior ocorrência registrada até agora neste carnaval pela Polícia Militar é a de perturbação do sossego, com 330 casos, que é provocada geralmente por pessoas incomodadas com o barulho de som. Entre os locais com maiores registro, estão João Pessoa (131 chamados); Praia de Jacumã (37); Lucena (36) e Santa Rita (26). No ano passado foram 427 chamados nos quatro dias de carnaval.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, ressaltou que as ações não estão voltadas somente para os locais onde estão sendo realizados eventos carnavalescos, mas também de forma intensa nos bairros e cidades que não têm. “Nosso planejamento para as cidades onde estão sendo realizadas festas foi com um reforço de efetivo, o que não prejudicou o policiamento dos bairros, que estamos orientando para que seja intensificado por causa do feriadão com o objetivo de garantir a tranquilidade das pessoas e a segurança das casas e áreas comerciais”, disse.

 

Fonte: Redação do portal Vale do Piancó Notícias com Secom PB