Obras de estação de água em Coremas começam em 60 dias

Obras de estação de água em Coremas começam em 60 dias

A Comissão de Administração, Serviço Público e Segurança, da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), presidida pelo deputado Anísio Maia (PT), realizou na cidade de Coremas, nesta sexta-feira (17), uma audiência pública para debater a questão hídrica da região polarizada pelo município. A importância da sessão se deu pelo fato do açude Coremas/Mãe d’Água está com um volume de 8% de sua capacidade e ser o responsável pelo o abastecimento de mais de 600 mil pessoas.

A audiência contou com a presença dos deputados: Anísio Maia (PT), Jeová Campos (PSB) e Renato Gadelha (PSC). Além do prefeito da cidade Antônio Lopes, o presidente da Câmara Municipal Reginaldo Cavalcante, vereadores da região e representantes do Governo do Estado, além da participação de representantes da sociedade civil, líderes eclesiásticos e pescadores.

Entre as maiores reclamações elencadas pelos participantes foram listados o grande desperdício de água, o uso das águas do manancial por parte de grandes empresários e fazendeiros da região de Sousa em detrimentos dos pequenos agricultores de Coremas e a apatia da Agência Nacional das águas (ANA).

Os participantes apresentaram também reivindicações, entre as quais a reparação da parede do açude que está com rachaduras; Uma estação de tratamento de água para cidade, a perfuração de poços artesianos e um eixo do canal da transposição ligando o rio Piranhas ou rio Piancó.

Para Anísio Maia, a audiência superou as expectativas e construiu encaminhamentos concretos para a cidade de Coremas. “Inicialmente, tínhamos a intenção de debater a situação hídrica da região, mas, conseguimos a garantia do representante da CAGEPA, Pedro Roberto de Matos, de que o inicio das obras da estação de tratamento de água começaria em menos de 60 dias. Além disto, o representante da Secretaria de Recursos Hídricos, Marcelo Falcão garantiu a perfuração de poços na cidade.

 

 

 

 

MaisPB