NOTA DE ESCLARECIMENTO

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Estranhamente, desde a tarde de hoje, vem sendo veiculada matéria jornalística originada do Portal Patos Online acerca de um possível funcionamento irregular e precário do SAMU Regional de Piancó, trazendo denúncias inverídicas do servidor Maézio Lucena, Condutor Socorrista do serviço.

 

Na qualidade de Prefeito Municipal de Piancó, sinto-me no dever se ex-por a realidade dos fatos ao povo paraibano, uma vez que conseguimos, com muito esforço e determinação, transformar o SAMU Piancó em um dos mais importantes do Brasil, tanto que recentemente alcançamos o reconhecimento do serviço e a ampliação dos recursos que recebemos para seu funcionamento.

 

Diferentemente das afirmações (que serão rebatidas ponto a ponto) levadas à público pelo Sr. Maézio, o SAMU Piancó funciona, de forma momentânea, em imóvel confortável que deu total condição de segurança e higiene àqueles que nele trabalham e que dele dependem, por termos sido obrigados, no ano passado, a nos retirar de maneira urgencial das antigas instalações em razão das mesmas estarem em vias de desabar, ante o abandono da gestão pretérita, o que colocava em risco os servidores e equipamentos.

 

No que se refere ao serviço de monitoramento eletrônico instalado nas dependências do SAMU, o mesmo foi necessário em razão de alguns incidentes que afetaram alguns servidores, como furto, por exemplo, de pertences dos mesmos, problemas que foram encerrados e os quais não necessitariam ser relatados, não fossem as informações caluniosas expostas na matéria.

 

Alimentação, fardamentos de qualidade e Equipamentos de Proteção Individual – EPI, existem em abundância, são de ótima qualidade e referência, se enquadrando, portanto, dentro dos padrões exigidos para funcionamento do serviço, ocorrendo da mesma forma, com a frota veicular que compõe o SAMU Piancó, moderna, constantemente revisada, com suas taxas legais quitadas, e seus equipamentos em perfeitas condições, o que está longe da descrição tresloucada construída pelo servidor na matéria, devendo inclusive destacar que no que se refere às motolâncias de nossa propriedade, apenas uma está totalmente habilitada, e por essa razão, o Município recebe recursos apenas por uma delas.

Outrossim, no que se refere aos direitos trabalhistas relatados, a administração tem estudado a possibilidade de oferta-los aos servidores municipais. Da mesma forma, os descontos ocorridos no pagamento do décimo terceiro salário ocorreu por um erro no sistema utilizado na construção da folha de pessoal, o que foi a tempo e modo esclarecido. Os recursos estão devolvidos juntamente com o pagamento do mês de dezembro.

 

Infelizmente, o comportamento hostil e distorcido do Sr. Maézio, está colocando esse serviço singular e vital para a saúde dos vale-piancoenses em um palco de discussões indevidas e desnecessárias.

 

Não questiono ou reprovo à luta por melhorias salarias, até porque intento dar melhores condições aos servidores municipais. Entretanto, isso difere e muito da construção de aleivosias. Encontramos um serviço abandonado, sem estrutura, servidores desrespeitados, perseguidos e humilhados e, como expus inicialmente, conseguimos reerguer o Serviço Ambulatorial Móvel de Urgência de nossa amada Piancó.

 

Temos lutado diuturnamente ao longo desse ano para melhorar ainda mais o serviço, tanto que os investimentos para o total e satisfatório funcionamento do mesmo foram ampliados consideravelmente, dentro, é claro, das nossas parcas condições.

 

Acaso tivéssemos sido procurados pela imprensa, a verdade real dos fatos teria sido antes revelada.

 

Conto com o espaço e a publicidade de tais esclarecimentos. Uma administração séria como a que desenvolvemos em Piancó não pode ser manchada por informações desencontradas e fatos inverídicos.

 

Cordialmente,

 

FRANCISCO SALES DE LIMA LACERDA

Prefeito Municipal de Piancó