No Vaticano, Papa Francisco deita em rito que lembra morte de Jesus Cristo

No Vaticano, Papa Francisco deita em rito que lembra morte de Jesus Cristo

O Papa Francisco deu continuidade às celebrações do Tríduo Pascal nesta sexta-feira (3) ao participar da Solene Ação Litúrgica, rito da Igreja Católica que relembra a crucificação e morte de Jesus Cristo.

A celebração ocorreu nesta tarde no Vaticano. Em um dos momentos, o sacerdote deita no chão durante as orações pela humanidade.

O Tríduo Pascal é quando os cristãos se preparam para a Páscoa. Segundo o cristianismo, Cristo ressuscita, três dias depois de morrer.

A Sexta-feira Santa é o único dia em que não há missas em todo o mundo.

Durante a missa solene, a preocupante indiferença das autoridades ocidentais diante da perseguição dos cristãos no mundo foi denunciada pelo pregador da Casa Pontifícia, o franciscano Raniero Cantalamessa. Ele condenou a “fúria jihadista dos extremistas somalis” que na quinta-feira massacraram 148 pessoas em um ataque a uma universidade queniana.

“Todos corremos o risco – instituições e pessoas no mundo ocidental – de ser o Pôncio Pilatos que lava as mãos”, acrescentou.”Os cristãos”, destacou o pregador, “não são as únicas vítimas da violência homicida no mundo, mas não se pode ignorar que são as vítimas designadas e as mais frequentes em muitos países”.

 

 

 

G1