No Vale, presidente de câmara tem contas reprovadas

No Vale, presidente de câmara tem contas reprovadas
Em sessão extraordinária realizada nessa terça-feira, 10, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) reprovou a prestação contábil apresentada pelo presidente da Câmara de Piancó, José Bráulio de Sousa Júnior, referente ao exercício financeiro de 2011, por despesas feitas sem comprovação da ordem de R$ 18 mil.

Por essa razão, ele terá que devolver esse mesmo valor aos cofres públicos como forma de débito
aplicado pelo órgão fiscalizador. Mas cabe recurso da decisão. 
 
Reeleito para mais um mandato consecutivo, Dr. Rato, como é mais conhecido o vereador, que é filiado ao PSD, também se reelegeu no início deste ano para comandar o legislativo piancoense por mais um biênio.
 
Na sessão do mesmo dia, o TCE aprovou a prestação de contas do ex-prefeito de Pedra Branca, Anchieta Noia, atinente ao exercício de 2012, último ano do seu terceiro mandato como gestor do município. Com isso, todas as contas dos quatro anos (2009 a 2012) de sua última passagem pelo executivo local foram julgadas regulares. O destaque foi a prestação de 2009, aprovada com louvor.

De acordo com o site oficial do TCE, a sessão plenária de ontem foi conduzida pelo presidente Fábio Nogueira e “teve as participações dos conselheiros Umberto Porto, Arnóbio Viana, Nominando Diniz, Fernando Catão e André Carlo Torres Pontes. Ainda, dos auditores Antonio Cláudio Silva santos, Marcos Costa, Oscar Mamede e Renato Sérgio Santiago melo. O Ministério Público foi representado pela procuradora geral Elvira Samara pereira de Oliveira&rdquo.
 
folhadovali.com.br