Neymar dá show, faz quatro e Barcelona goleia Rayo Vallecano

Neymar dá show, faz quatro e Barcelona goleia Rayo Vallecano

Com a lesão de Messi, muito se questionou se Neymar teria condição de assumir a responsabilidade de ser o protagonista do Barcelona. Com direito a uma atuação de gala neste sábado (17), o brasileiro enterrou qualquer dúvida da sua capacidade ao marcar quatro gols na goleada por 5 a 2 dos catalães sobre o Rayo Vallecano, no Camp Nou. O confronto, válido pela oitava rodada do Campeonato Espanhol, ainda contou com um gol de Suárez, com assistência de Neymar.

Foi a sexta vez na carreira que o camisa 11 balançou as redes ao menos quatro vezes. A primeira delas foi em 2010, quando ele marcou cinco na goleada por 8 a 1 sobre o Guarani. Em 2011, as vítima foram o Atlético-PR e a seleção sub-20 do Paraguai. Em 2013, a União Barbarense. A última vez que ele havia alcançado o feito foi com a camisa da seleção brasileira em 2014, em amistoso contra o Japão.

O camisa 11 brasileiro assumiu a liderança da artilharia da competição com sete gols, e ajudou seu time a chegar aos 18 pontos, mesmo número do Real Madrid, líder provisório do torneio. O Rayo é o 16º, com sete pontos.

Na nona rodada, o Barça recebe o Eibar no Camp Nou. Já o Rayo recebe o Espanyol.

Mesmo sem Messi, o Barcelona começou com tudo, tendo em Neymar seu protagonista. No primeiro ataque dos catalães, o brasileiro sofreu falta na entrada da área e bateu na barreira para defesa fácil de Toño. A pressão não parou por aí. Sergi Roberto acertou ótimo passe para Rakitic abrir o placar aos 6min, mas o croata exagerou na tranquilidade e chutou sobre o goleiro rival.

Toño contribuiu para a blitz adversária ao afastar mal uma bola nos pés de Busquets, que acionou rapidamente Suárez. O uruguaio finalizou de primeira, mas o camisa 25 do Rayo teve o reflexo para salvar sua falha anterior.

O Barça não fez e tomou. Aos 14min, Javi Guerra apareceu livre no meio da área e concluiu cruzamento pela esquerda para as redes de Bravo.

Sair atrás no marcador não alterou a postura do clube catalão, que seguiu pressionando o rival. Inspirado, Neymar infernizou os marcadores pela ponta esquerda do ataque, sendo derrubado na área três vezes. Na primeira delas, o árbitro não marcou pênalti. Na segunda e terceira, não houve como contestar as marcações do juiz, que não hesitou em assinalar as infrações.

A primeira penalidade foi aos 21min, quando Llorente derrubou o brasileiro e foi punido com o cartão amarelo. Na cobrança, bola para a direita, goleiro para esquerda. Dez minutos depois, Neymar fez o que quis com Nacho, que o derrubou após levar uma caneta. Na batida, o contrário da anterior: goleiro para direita, bola para esquerda.

Se o ataque estava afinado, a defesa da equipe treinada por Luis Enrique passou por apuros, especialmente no segundo tempo. Bravo despontou como herói do Barça, evitando o empate com ótimas sequências de defesas. As preocupações se esvaíram quando Neymar apareceu de novo. Em dois minutos, o brasileiro fez o terceiro e quarto gols dos catalães, garantindo o resultado após alguns sustos.

Sobrou tempo para ele servir Suárez no quinto gol do Barcelona e selar sua melhor atuação individual com a camisa azul-grená. Jozabed descontou para os visitantes no fim, quando a derrota já era certeira.

 
 
 

UOL