Netinho desaba ao relembrar sofrimento: 'Cheguei a ser dado como morto'

Netinho desaba ao relembrar sofrimento: 'Cheguei a ser dado como morto'

O cantor Netinho está de volta aos palcos depois de um período complicado em sua vida. Fátima lembrou, no Encontro desta quarta-feira (2/9), que ele foi internado pela primeira vez em abril de 2013 por conta de complicações na saúde, passou por algumas cirurgias no cérebro, teve três AVCs, e chegou a ser desenganado pelos médicos. O cantor ficou sete meses internado. No programa, o cantor se emocionou ao relembrar tudo que passou, mas ressaltou que as lágrimas eram de emoção.

"Choro de emoção, e isso é lindo e maravilhoso. Cada música que eu gravei tem uma dose de positividade. Depois que achei que já estava bem, fiz um show em 2014, mas não aguentei fazer outro. A tontura não passava. Minha voz sumiu de novo. Tive depressão profunda. Quis morrer, parei de comer por três dias. Fui levado à força para o hospital e fiz outra cirurgia no cérebro, e minha tontura foi passando. Foram mais seis meses internado. Minhas cordas vocais estão iguais a de um bebê, por conta do tempo sem falar", revelou Netinho, que tem sido acompanhado por uma fonoaudióloga.

O cantor contou que não aceitava que estava em depressão e precisou da ajuda de uma amiga para encarar a doença. "Só acreditei quando uma amiga me falou que o cérebro fica doente e que o meu estava doente. Hoje digo para as pessoas que tem depressão: saia. Só você pode sair. Depois da terceira cirurgia no cérebro,fui dado como morto. Acordei três dias depois. Nunca pensei em morte no hospital, só no período da depressão."

Depois do depoimento emocionante, o cantor agitou a plateia com seu sucesso, "Mila".

 

 

 

180 Graus