Na volta ao Senado, Delcídio Amaral vai dizer que foi vítima de uma 'armadilha'

Na volta ao Senado, Delcídio Amaral vai dizer que foi vítima de uma 'armadilha'

O senador Delcídio Amaral (PT-MS), que deixou a prisão na última semana, deverá discursar no Senado nesta terça-feira (23), quando se dirá "inocente" e que foi "vítima de uma armadilha".

Durante este fim de semana, ele está elaborando seu discurso. "Preciso de paz para elaborar meu discurso", teria dito o senador a amigos que o procuraram após ele deixar o batalhão de trânsito da PM do Distrito Federal, na noite desta sexta-feira (19), após 87 dias preso sob acusação de obstruir a Operação Lava Jato.

"Tudo o que eu mais quero é estar com minha família", disse o senador, que passou seu aniversário, o da mulher e o de duas filhas na prisão.

Apesar de ter avisado a parlamentares que pretende retomar na semana que vem suas atividades legislativas, inclusive no comando da CAE Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Delcídio deve sofrer pressão do PT para deixar o posto.

Seus colegas de partido acreditam que ele não tem mais "autoridade política" para conduzir o colegiado e que pode voltar ao trabalho, mas não em postos-chave para o PT. 

 

 

 

 

 

Brasil 247