Na posse de João Alves no TRE, Ricardo diz que vontade do povo precisa ser respeitada

Na posse de João Alves no TRE, Ricardo diz que vontade do povo precisa ser respeitada

O governador Ricardo Coutinho participou, no final da tarde desta segunda-feira (2), da solenidade de posse do novo presidente do Tribunal Regional da Paraíba (TRE-PB), desembargador João Alves da Silva, e do vice-presidente, desembargador José Aurélio da Cruz. A cerimônia foi realizada na sala de sessões, localizada na sede da Corte Eleitoral, em João Pessoa.

Na ocasião, Ricardo Coutinho avaliou que a gestão de cada presidente do Tribunal Regional Eleitoral dá continuidade aos trabalhos agregando valor. “A minha expectativa é que a Justiça Eleitoral possa cada vez mais conduzir eleições em que o principal ator seja o povo, a vontade do povo”, ressaltou.

O governador acrescentou que de forma livre e soberana o povo expressa e indica quem é o melhor representante para conduzir os destinos e que a Justiça Eleitoral tem feito seu papel nesse processo. “Eu, particularmente, disputando cargos executivos desde 2004 e sabendo de minha participação de respeito a essa Justiça, tenho certeza absoluta que o desembargador João Alves honrará com a maior tranquilidade possível cada vez mais o Tribunal Regional  Eleitoral ao lado do desembargador José Aurélio”, disse.

Na solenidade Ricardo estava acompanhado do procurador geral do Estado, Gilberto Sarmento. Diversos magistrados, promotores e advogados, além de familiares dos empossados também participaram da posse.

O novo presidente do TRE-PB, desembargador João Alves da Silva, adiantou que vai conduzir sua gestão com harmonia junto aos demais poderes e como tarefa maior terá a missão de preparar e conduzir as eleições municipais de 2016, além de julgar todas as ações que derivaram das eleições de 2014. “Vamos ainda tentar implantar a biometria em 73 municípios. Cidades como Bayeux, Santa Rita, Guarabira, Sousa e Patos não têm a biometria e nós sabemos que esse é o sistema mais seguro de votação, é isto que nós vamos fazer”, anunciou. Outra meta será tentar trocar 1.650 urnas dos modelos 2004 e 2008, que não são compatíveis com o sistema biométrico.

Sobre a importância da harmonia com os demais poderes, o presidente do TRE destacou que “a harmonia é necessária para que se desenvolva uma gestão profícua e com ganhos para o eleitor, para a sociedade”.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino, saudou os novos gestores do TRE-PB assegurando que “a Assembleia será uma parceira não só com o TRE mas com todos os poderes, porque a harmonia é uma ferramenta muito importante que vai ser usada no Poder Legislativo para que a gente possa ampliar os espaços e melhorar a vida dos paraibanos”.

 

 

 

 

Secom