Mulher sofre cinco tiros e homem é baleado três vezes pelas costas na Grande JP

Mulher sofre cinco tiros e homem é baleado três vezes pelas costas na Grande JP

Duas tentativas de assassinato ocorreram na noite desta segunda-feira (14) na cidade de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. Em ambos os casos houve a utilização de armas de fogo.

Uma mulher de 37 anos estava caminhando na Avenida Conde, em Tibiri 2, às 18h, quando um homem chegou de moto e a atingiu com cinco disparos, sendo dois nas nádegas, um na região genital, um na mão direita e um nas costas, que transfixou a região torácica e saiu do lado frontal.

Segundo o aspirante Bizerris, do 7º Batalhão da Polícia Militar, apesar da quantidade de ferimentos, a vítima se manteve consciente e orientada. “Ela afirmou que o autor dos disparos era cunhado dela”, disse o aspirante. Sabendo deste detalhe, uma guarnição seguiu para a residência do suspeito, na intenção de detê-lo e interrogá-lo. “Ao chegarmos no local, não o encontramos. Ele permanece foragido e estamos investigando o paradeiro dele”, afirmou Bizerris.

A Polícia Militar informou que o filho da vítima tem envolvimento com tráfico de drogas. De acordo com os agentes que cobriram a ocorrência, a namorada do mesmo chegou a afirmar que ele deveria ser o verdadeiro alvo da ação criminosa, pois acumularia dívidas com traficantes.

Pouco depois, às 20h, um homem de 33 anos foi alvejado com três tiros no bairro Marcos Moura. De acordo com a polícia, ele estava indo a pé para a casa da namorada. Ao passar na frente de um homem ainda não identificado, este puxou uma arma e efetuou os disparos pelas costas da vítima, que foi atingida duas vezes nas nádegas e uma no braço.

As pessoas que testemunharam o caso não souberam descrever o autor do atentado. “O homem falou que já foi preso várias vezes, uma delas por roubo, segundo a família dele, mas, desta vez, ele afirma desconhecer o motivo da tentativa de homicídio”, contou o aspirante Bizerris.

Em ambos os casos as vítimas foram direcionadas ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, na Capital. A assessoria da unidade de saúde ainda não havia se pronunciado quanto ao estado de saúde das mesmas até o fim da noite desta segunda-feira.