Mulher é presa por manter o pai acorrentado

Mulher é presa por manter o pai acorrentado

Uma mulher foi presa acusada de cárcere privado e maus-tratos contra o pai, que era acorrentado em um dos pés, em uma casa situada na cidade de Janaúba (541 km de Belo Horizonte).

A Polícia Militar de Minas Gerais informou ter libertado o homem, de 62 anos, na manhã desta terça-feira (30), após localizá-lo no imóvel por meio de uma denúncia anônima.

Segundo a ocorrência, os militares encontraram a vítima acorrentada nos fundos da residência, situada no bairro São Lucas. A suspeita dos crimes, que não teve o nome divulgado, teria dito aos policiais que tomou a iniciativa de acorrentar o pai em razão de ele constantemente ameaçar populares na rua.

Além disso, a mulher informou que o idoso não retornava para casa quando saía e que não conseguia se sustentar.

Já a vítima apresentou outra versão para a polícia. O homem disse ter sido acorrentado em julho deste ano e acusou a filha de ter se apossado do seu cartão de benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e não repassava a ele nenhuma parte da quantia sacada.

Ele negou ser agressivo com os vizinhos e ainda disse que apenas toma medicamento para controlar a pressão alta.

Não quer morar com a filha

Os policiais que atenderam a ocorrência, disseram ter presenciado a mulher e o companheiro xingando o idoso, que apresentava sinais de surdez.

Ainda de acordo com o boletim, a vítima afirmou aos militares que não quer mais morar com a filha.

Ele teria dito ainda já ter sido agredido com um soco no rosto, mas não apontou quem havia sido o responsável pela agressão.

Além da prisão da mulher, os militares apreenderam a corrente e dois cadeados usados para manter o idoso acorrentado. O caso será investigado pela Polícia Civil da região.


 

Uol