MPF investiga problemas estruturais na barragem Coremas-Mãe D’água

MPF investiga problemas estruturais na barragem Coremas-Mãe D’água

O Ministério Público Federal (MPF) em Sousa instaurou um inquérito civil para investigar possíveis problemas estruturais na Barragem Coremas-Mãe d’água que colocam em risco a população local.

A portaria, assinada pelo procurador da República Djalma Gusmão Feitosa, foi publicada na edição dessa terça-feira (06) do Diário Oficial do MPF. O procurador determinou que a decisão sejam comunicada imediatamente à Câmara de Coordenação e Revisão ou à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão.

O açude de Coremas é um dos maiores do Brasil e registrou no mês de julho o pior nível de água da história.

Junto com a barragem de Mãe d’Água somam uma capacidade máxima de acumulação de 1,358 bilhões de metros cúbicos e uma bacia hidrográfica de 8.700,34 km², mas hoje tem pouco mais de 6%.

 

 

MaisPB