Motta apoia candidatura própria em JP: 'Manoel Jr. está pronto para a disputa'

Motta apoia candidatura própria em JP: 'Manoel Jr. está pronto para a disputa'

  O deputado Federal Hugo Motta (PMDB), que acompanha a visita do vice-presidente da República presidente Michel Temer em João Pessoa nesta sexta-feira (29), disse que a vinda de Temer simboliza uma união em torno do projeto de fortalecimento do PMDB Nacional.

Indagado sobre o posicionamento dos colegas deputados que apoiam o candidato do PSB à Prefeitura de João Pessoa, no pleito desse ano, Motta afirmou que todos tem direito de escolha, mas torce para que o partido consolide efetivamente a candidatura própria na Capital do Estado.

“É um direito do deputado Trocolli Júnior expressar o seu pensamento. O que eu defendo é que o PMDB tenha candidatura própria nos principais colégios do Estado. A aliança com o PSB ela é feita no âmbito administrativo. Os deputados estaduais do PMDB não só votaram no governador Ricardo Coutinho, com também deu apoio às medidas e aos projetos de seu Governo. A discussão política ela é feita em outra seara, quando for possível caminharmos conjuntamente, muito bom o PMDB apoiando o PSB, o PSB apoiando o PMDB, mas aonde isso não for possível como em João Pessoa se desenha esse cenário, eu defendo que o PMDB tenha candidatura própria e o deputado Manoel Júnior está pronto para essa disputa”, ressaltou.

O deputado Hugo Motta foi questionado ainda sobre a posição de Temer quanto à competição para a liderança na Câmara dos Deputados em Brasília. Ele afirmou que o vice-presidente não é eleitor do processo e sim presidente do partido. “Ele não pode se envolver diante da incompatibilidade por estar disputando com outro companheiro do partido que apoia a sua recondução. A cúpula do partido que está acima da disputa da liderança não participa dessa discussão. O debate é feito internamente entre os deputados e os componentes do partido na Câmara Federal”, frisou o deputado.

Motta destacou também que Michel Temer tem dito, reiteradamente, que não participa das negociações em torno da candidatura do próximo líder do PMDB. “Ele tem deixado o processo correr e quem tiver a maior competência de angariar o maior número de apoios será com certeza o vencedor na disputa”.  

 

 

 

 

 

Por Fabrícia Oliveira