Ministro anuncia convênio para diminuir preço da energia elétrica para agricultores familiares da PB

Ministro anuncia convênio para diminuir preço da energia elétrica para agricultores familiares da PB

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, visita a Paraíba nesta segunda-feira (1º) e participa, ao lado da vice-governadora Lígia Feliciano, de uma reunião do Fórum dos Secretários de Estado da Agricultura Familiar do Nordeste, no Salão Nobre do Palácio da Redenção, em João Pessoa. Na ocasião, ele anunciou a formação de um convênio com o Governo do Estado da Paraíba para eliminar a incidência do ICMS na eletricidade de 200 mil famílias de pequenos agricultores. 

“Esse é um benefício que vai gerar um impacto que vai além da aplicação direta de recursos do Governo. Ainda não sabemos o quanto isso vai reduzir nos gastos dessas famílias de agricultores com eletricidade”, explicou. 

O ministro Patrus Ananias falou sobre a reforma agrária no país, disse que a meta do Governo Federal é assentar mais de 30 mil famílias até o fim deste ano. Segundo ele, o fórum é importante porque a presidente Dilma Rousseff analisará os números e valores considerando a realidade da agricultura familiar de cada estado. “Ela deixou claro que vai trabalhar sob a perspectiva do desenvolvimento e da expansão da agricultura familiar”, disse.

De acordo com Patrus Ananias, a chefe de estado deve anunciar no próximo dia 15 o Plano Safra da Agricultura Familiar 2015-2016. “Não haverá nenhum retrocesso em relação aos valores do ano anterior, de 2013, para 2014 e 2015, o Plano saltou de R$ 2 bilhões para R$ 24 bilhões, e certamente vamos continuar avançando”, frisou. 

A programação do fórum seguirá na tarde de hoje com mesas redondas e debates. O coordenador será o secretário estadual da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido, Lenildo Morais. Participam da discussão tanto o ministro Patrus Ananias como os gestores estaduais de agricultura familiar do Nordeste.

O evento está sendo realizado pelo Governo Estadual, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds). O Fórum conta com o apoio do Programa Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e Programa Semear.

 

 

 

Assessoria