Ministério da Saúde anuncia 4 mil novas vagas para o Mais Médicos

Ministério da Saúde anuncia 4 mil novas vagas para o Mais Médicos

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (4) que abrirá 4.146 novas vagas no programa Mais Médicos em 2015 para atender 1294 municípios. Destes, 273 aderiram ao programa pela primeira vez. Além disso, 12 distritos indígenas serão contemplados com os novos profissionais.

A região Nordeste será a mais contemplada com as novas contratações, com 1.784 vagas, seguida pelo Sudeste (520), Norte (395) e Centro-Oeste (393).

 

De acordo com o Ministério da Saúde, 15.747 médicos brasileiros se inscreveram para disputar as novas vagas. Eles têm até esta quinta-feira (5) para escolher até 4 cidades em que pretendem atuar no Mais Médicos. Segundo o ministro da Saúde Arthur Chioro, profissionais estrangeiros só serão contratados caso alguma vaga não seja preenchida por brasileiros.

"Nós vamos saber até amanhã [quinta] quantas dessas inscrições de médicos se confirmam antes de esgotar o ciclo dos brasileiros. Nós teremos três chamadas de médico brasileiros para depois passar para os médicos brasileiros formados no exterior e só depois, se ainda sobrar uma vaga, médicos estrangeiros. E por fim os médicos cubanos pelo acordo de cooperação com a Organização Pan-americana", informou Chioro.

O ministro informou ainda que os médicos brasileiros começarão a chegar no municípios na próxima quarta-feira (11). Conforme o novo edital, caso todas as vagas não sejam preenchidas por profissionais formados no Brasil, os médicos formados no exterior, brasileiros ou não, poderão fazer as inscrições entre os dias 10 e 20 de abril.

Atualmente, 14.462 médicos atendem no programa em 3.785 municípios e em 34 distritos indígenas. Desse total, 1.846 são brasileiros formados no país, 1.187 formados no exterior, entre estrangeiros e brasileiros, e 11.429 são médicos cubanos. Para 2015, a previsão é de que o Mais Médicos tenha 18.247 profissionais atendendo em 4.058 municípios e 34 distritos indígenas. A expectativa é de que 63 milhões de brasileiros sejam beneficiados com o novo edital.

Pelo edital lançado em janeiro, 1500 municípios que atendem aos critérios determinados pelo governo poderiam manifestar interesse em aderir ao programa ou ampliar a quantidade de médicos. No entanto, de acordo com Arthur Chioro, 206 municípios não se manifestaram. "É importante estabelecer o seguinte: os 206 que não escolheram já tinham preenchido os critérios, então foi decisão da prefeitura", afirmou Chioro.

 
 
 

G1