Messi marca, e Barcelona conquista o 23º título no Campeonato Espanhol

Messi marca, e Barcelona conquista o 23º título no Campeonato Espanhol
O Barcelona faturou o seu 23º título do Campeonato Espanhol neste domingo ao vencer o Atlético de Madrid por 1 a 0. O gol da conquista não poderia ser de outro jogador: Messi. O argentino anotou aos 20 minutos do segundo tempo e deu aos catalães mais uma taça. Nem a vitória por 4 a 1 do Real Madrid sobre o Espanyol atrapalhou os planos dos Culés, que chegaram a 93 pontos e não podem ser mais alcançados pelos Merengues.

 

A conquista no Vicente Calderón foi uma revanche para cima do Atlético de Madrid. Na temporada passada, o Colchonero foi campeão jogando contra o Barça no Camp Nou. E nem precisou do uruguaio Luis Suárez, que saiu machucado contra o Bayern de Munique e foi poupado por Luis Enrique.

É o primeiro dos três títulos que o Barcelona ainda pode conquistar na temporada. No dia 30 de maio, os catalães encaram o Athletic Bilbao, no Camp Nou, na final da Copa do Rei. No dia 6 de junho, os espanhóis medirão forças contra a Juventus, na decisão da Liga dos Campeões.

Na entrega das faixas, na próxima rodada, o Barcelona recebe o Deportivo La Coruña. Já o Atlético de Madrid visita o Granada. Ambos os jogos serão disputados no domingo.

VITÓRIA DÁ O TÍTULO AO BARÇA

O técnico Luis Enrique optou por deixar Suárez fora do grande jogo diante do Atlético de Madrid. O uruguaio treinou neste sábado e esperado entre os titulares do Barcelona, mas Lucho preferiu não desgastar seu atacante, já visando às finais da Copa do Rei e da Liga dos Campeões. Pedro foi escalado. Do outro lado, Simeone barrou Mandzukic e colocou Fernando Torres de início.


O Barcelona entrou disposto a liquidar a fatura logo contra o Atlético de Madrid, sem depender da partida contra o Deportivo La Coruña, na última rodada. Com maior posse de bola e marcando no campo ofensivo, os catalães foram construindo bons lances. Messi obrigou Oblak a duas boas defesas. Em sua principal arma, o Colchonero respondeu com uma linda cabeçada de Giménez, que Bravo se esticou para defender.
 
 

 

Lance