Menino de 14 anos é enterrado até o pescoço e torturado em praia da Paraíba

Menino de 14 anos é enterrado até o pescoço e torturado em praia da Paraíba

Um adolescente de 14 anos foi enterrado até o pescoço nas areias da praia de Intermares, em Cabedelo, região da Grande João Pessoa, na tarde desta quarta-feira (8). Enterrado, o garoto foi torturado por um grupo de cinco pessoas. Um suspeito foi preso e um adolescente apreendido.

De acordo com o delegado Ademir Fernandes, toda ação criminosa foi registrada no celular de Anderson José da Silva, 21, que foi preso. O menino torturado disse que foi Anderson queria jogá-lo no buraco, mas ele resistiu. Depois, uma pessoa do grupo se aproximou e o segurou, dando início ao fato. O garoto teve os braços e pernas amarrados e foi jogado no buraco. O grupo então o enterrou, deixando só a cabeça de fora. Enquanto o menino chorava, o grupo o xingava e alguns chegaram a urinar na cabeça dele.

Nos vídeos, o menino grita por ajuda e diz que está sofrendo com dores. No final, um dos rapazes o ajuda a sair do buraco. Ele então correu até uma avenida, onde encontrou com policiais militares. Os PMs voltaram ao local e conseguiram prender Anderson e deter um adolescente.

O jovem preso, explicou que tudo se trata de uma brincadeira comum entre os jovens do bairro. "A brincadeira da gente sempre foi assim, acho que ele não aguentou a brincadeira”, disse Anderson. “Esses meninos são muito ‘gaiatos’. Sempre chegam no meu local de trabalho tirando onda como todo mundo, aí a gente vai e começa a brincar. Eu não sabia que ia dar nisso”, finalizou. O jovem permanece preso.

 

 

 

Click PB