Médica é condenada a pagar R$ 40 mil por retirar ovário sadio de paciente

Médica é condenada a pagar R$ 40 mil por retirar ovário sadio de paciente
Uma médica de João Pessoa foi condenada a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 40 mil a uma de suas pacientes por conta de um erro cirúrgico cometido em 2011. 
 
De acordo com o resultado da ação julgada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), que foi divulgado nesta terça-feira (13), a médica ginecologista retirou um ovário sadio da paciente, que permaneceu com o outro doente.
 
A paciente alegou que a cirurgia era destinada à retirada de um mioma e do ovário esquerdo, em razão de um cisto. Entretanto, ela permaneceu com dores abdominais após o procedimento e, ao realizar exames, constatou que a médica havia retirado o ovário direito ao invés do esquerdo.
 
De acordo com o juiz Aluízio Filho, relator convocado do processo, "restou configurada a conduta imprudente do médico, caracterizador da culpa". Ele acrescentou que a retirada do ovário sadio pode acarretar problemas de saúde à paciente, que deverá passar por tratamento hormonal para reposição dos danos. 
 
 
 
 
 
Jornal da Paraíba