Martine Grael e Kahena garantem ouro para o Brasil na disputa 49erFX da vela

Martine Grael e Kahena garantem ouro para o Brasil na disputa 49erFX da vela

Desde 1996 o Brasil é presença certa em pódios de Jogos Olímpicos quando o esporte é a vela. Desta vez, quem marcou presença não foi Robert Scheidt, mas sim Martine Grael e Kahena Kuzne. Elas garantiram a medalha de ouro na disputa da 49erFX, nesta quinta-feira. A prata ficou com a dupla da Nova Zelândia, Alex Maloney e Molly Meech, o bronze para as dinamarquesas Jena Hansen e Katja Steen Salskov-Iversen.

As brasileiras chegaram a essa última prova empatadas na primeira posição com as as espanholas Tamara Echegoyen e Berta Betanzos, e as dinamarquesas. Mas foi com a dupla da Nova Zelândia com quem travou uma disputa acirrada pela primeira colocação na medal race. A diferença na chegada foi de apenas dois segundos. As brasileiras terminaram a prova com o tempo de 21m21s.

A 49erFX fez sua estreia olímpica nos Jogos do Rio. Seu primeiro mundial foi em 2013 e desde então todo ano teve uma campeã diferente. Martine e Kahena venceram em 2014 – o primeiro ouro em um mundial da vela feminina do Brasil – e ganharam o primeiro evento-teste da Olimpíada. No ano seguinte alternaram vitórias e segundos lugares, mas viram as adversárias crescerem. Faturaram o segundo evento-teste e perderam o mundial de 2015 na regata da medalha para as italianas Giulia Conti e Francesca Clapcich. Este ano ficaram em sexto no mundial vencido pelas espanholas Tamara Echegoyen e Berta Betanzos.

 

 

GloboEsporte.com