Marina Silva anuncia neste domingo posição sobre 2º turno

Marina Silva anuncia neste domingo posição sobre 2º turno

A candidata derrotada à Presidência Marina Silva informou que anunciará neste domingo (12) a sua posição sobre o segundo turno das eleições. O anúncio está marcado para acontecer às 10h30, em São Paulo. A informação foi confirmada pela assessoria da ex-senadora neste sábado (11).

A expectativa é que Marina anuncie seu apoio ao candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves. Neste sábado, no Recife, Aécio divulgou uma carta com compromissos para a área social, inspirados em propostas da ex-senadora, condição imposta por ela para declarar voto no tucano no segundo turno.

De acordo com Blog do Camarotti, o grupo político de Marina considera que a carta abre espaço para a candidata do PSB à Presidência anunciar já neste domingo seu voto no presidenciável do PSDB.

Entre as promessas do tucano, está, caso seja eleito, a adoção de uma política ambiental sustentável, a priorização do ensino integral no país e a criação de um fundo para tentar solucionar os conflitos entre índios e produtores rurais, além do compromisso de que irá trabalhar para que o Congresso Nacional aprove o fim da reeleição para cargos executivos.

Apesar de destacar na carta o suposto "legado" de Eduardo Campos e Marina Silva na renovação da política brasileira e na defesa do desenvolvimento sustentável, Aécio não afirmou que os compromissos que ele estava apresentando seriam uma resposta às reivindicações da candidata do PSB para apoiá-lo. No entanto, ele ressaltou que parte das propostas foi inspirada nas sugestões divulgadas pela Rede Sustentabilidade, o grupo político de Marina. Reivindicações

Entre os compromissos que a ex-senadora disse considerar “fundamentais” que sejam adotados pelo tucano está a reforma agrária, a manutenção dos direitos dos trabalhadores, as demarcações de terras indígenas e de unidades de conservação, a adoção de uma política “progressista” em relação ao clima, escola em tempo integral, passe livre para estudantes e revisão do fator previdenciário.

"Que as contribuições que eu recebo e projetos, em especial os do PSB, possam passar a caminhar conosco a partir de agora como se nossos compromissos fossem. Passo nesse instante a ler o documento que busca inspiração inclusive em propostas discutidas e divulgadas pela Rede, da candidata Marina", disse Aécio durante encontro em um hotel de Recife com lideranças de movimentos sociais e políticos da Frente Popular, que apoiou o governador eleito de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), indicado por Campos.

Após divulgar a carta compromisso, Aécio Neves se reuniu com Renata Campos, viúva do ex-governador pernambucano Eduardo Campos, que morreu em um acidente aéreo em agosto. No encontro, que tem peso simbólico para o presidenciável do PSDB, ele almoçou com a família de Campos e líderes do PSB e do PSDB de Pernambuco. O irmão de Campos, Antônio, já havia manifestado apoio à candidatura de Aécio em uma rede social.

G1