Marcondes Gadelha depende de uma definição de Manoel Júnior para fechar aliança com Cartaxo

Marcondes Gadelha depende de uma definição de Manoel Júnior para fechar aliança com Cartaxo

O presidente estadual do PSC, Marcondes Gadelha, afirmou nesta sexta-feira (13) que o seu partido tem um compromisso com a pré-candidatura do deputado federal  Manoel Júnior (PMDB) para as eleições de 2016. Por isso, está aguardando a decisão dos peemedebistas para definir o seu apoio. No entanto, não descartou que a candidatura escolhida seja a do prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

A propósito da possibilidade de estar no mesmo palanque da virtual candidatura à reeleição em João Pessoa, o presidente da legenda cristã admitiu a hipótese de apoio ao prefeito da Capital. O PSC já faz parte do governo municipal, ocupando a superintendência da Mobilidade Urbana (Semob), tendo à frente o ex-deputado estadual Carlos Batinga.

Gadelha destacou: “sabemos que Cartaxo está fazendo um bom trabalho e o PSC não teria nenhuma dificuldade em apoiar sua candidatura, mas isso depende de Manoel Júnior”, condicionou.

Na titularidade

Considerado suplente de “luxo”, Marcondes Gadelha afirmou que irá assumir no dia 1º de dezembro a vaga de deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB). Comentou, ainda, que a nomeação de Carlos Batinga, para a Semob de João Pessoa foi uma escolha técnica do prefeito Luciano Cartaxo.

Segundo ele, “a indicação de Batinga não teve finalidade política, apenas técnica já que o novo secretário entrou pela cota de recomendação do prefeito e não do partido”, sustentou. 

 

 


Yves Feitosa