Maranhão não vê punição de Ricardo após recuo em secretaria para PMDB

Maranhão não vê punição de Ricardo após recuo em secretaria para PMDB

O presidente estadual do PMDB, José Maranhão, declarou, nesta domingo (30),  não acreditar que o governador Ricardo Coutinho (PSB) esteja punindo o partido após o chefe do Executivo Estadual recuar na ascensão do deputado Trócolli Júnior a secretaria do governo, o que  abriria espaço para Olenka Maranhão na Assembleia Legislativa da Paraíba.

O motivo seria por causa da tese da candidatura própria do partido em João Pessoa está ganhando força após recondução do deputado federal Manoel Júnior a direção do partido na Capital.

“Eu não posso imaginar que possa ser por essa razão. Na Paraíba nós já apoiamos o governador Ricardo Coutinho, na  Assembleia estamos apoiando  Ricardo Coutinho mas não temos a equação para impor uma aliança linear em todos os municípios com o PSB”, destacou Maranhão.

Questionado sobre o fato do governador Ricardo Coutinho negar que tenha sido feito acordo para Olenka Maranhão assumir na Casa de Epitácio Pessoa o peemedebista respondeu.

“Ricardo pode dizer o que quiser. É um direito que ele tem”.

No entanto, Maranhão contou que realmente não houve acordo, mas sim um esforço junto ao governador para que a sua sobrinha conseguisse o mandato.

 

 

 

Roberto Targino e Albemar Santos