Maranhão diz que é muito cedo para fazer previsão de impeachment de Dilma

Maranhão diz que é muito cedo para fazer previsão de impeachment de Dilma

O senador José Maranhão, presidente da executiva do PMDB na Paraíba,  não quis apostar na possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff , após o Tribunal de Contas da União recomendar ao Congresso Nacional da petista. " É muito cedo para fazer qualquer previsão", avalia.

De acordo com Maranhão, há uma superestimação no relatório do Tribunal de Contas da União. Ele reconheceu, no entanto, que o TCU cumpriu seu dever ao apontar rombo nas contas do governo. "Mas é apenas uma análise técnica". Segundo o presidente do PMDB,  ainda é preciso que o legislativo se manifeste sobre se acata ou não a recomendação do tribunal.       

Em entrevista hoje à tarde, durante solenidade de filiação do ex-deputado Vituriano de Abreu  e da ex-vereadora Nadja Palitot, o senador preferiu destacar o papel do PMDB para minimizar os efeitos da crise política e econômica que o Brasil enfrenta. "O PMDB é maior que a crise e o partido está imbuído para que o país volte a crescer".

O senador José Maranhão reafirmou sua intenção de disputar a reeleição para a presidência do PMDB e que não teme disputa. "Espero, no entanto, uma eleição consensual".

O PMDB, de acordo com Maranhão, ainda não definiu data para a realização da convenção do partido. "Meu mandato vai até dezembro", informa.

Sobre as eleições municipais de 2016,  o senador José Maranhão revelou que o partido vai realizar uma série de eventos antes de  apresentar nomes para disputar o processo sucessório. O senador nega que o partido enfrente crise em João Pessoa e que o nome do deputado Manoel Júnior têm a preferência para disputar a Prefeitura.  "Mas muita água vai rolar por baixo da ponte. Espero que não derrubem a ponte".   

 

 

 

Click PB