Maranhão concorda com a renúncia do vice-presidente da articulação política do governo Dilma

Maranhão concorda com a renúncia do vice-presidente da articulação política do governo Dilma

Os presidentes dos diretórios estaduais do PMDB estão defendendo a saída do vice-presidente Michel Temer do posto de articulador político do governo. Uma carta aberta a ele está sendo elaborada neste sentido e conta com o apoio do senador José Maranhão, presidente do partido na Paraíba.

A propósito, Maranhão se manifestou acerca do assunto na manhã desta segunda-feira (28). Segundo o presidente do PMDB paraibano, “eu não estou vendo muita finalidade nessa função do vice-presidente porque para que isso funcionasse bem era preciso que as boas ideias do vice-presidente estivessem sendo aceitas pelo governo”.

O mesmo grupo de presidentes regionais do Partido do Movimento Democrático Brasileiro também deve engrossas o coro de setores que pedem a antecipação do congresso do partido, neste momento previsto para novembro.

A idéia é antecipar uma decisão que setores do governo não esperam do principal aliado: a permanência do partido na base aliada da presidência da República. Sobre esse assunto, o senador José Maranhão não se pronunciou, mas admitiu que o incomodo dos peemedebistas. 

 

 

 


Marcone Ferreira