Maranhão revela que Cartaxo propôs que ele dispute o senado

Maranhão revela que Cartaxo propôs que ele dispute o senado
O presidente do diretório estadual do PMDB da Paraíba, José Maranhão, foi recepcionado por vários amigos e ex-secretários em um café da manhã no Esporte Clube Cabo Branco. No evento, ele concedeu entrevista e revelou, sem meias palavras, quais são as intenções de seu partido em relação ao PT. Maranhão declarou que o prefeito Luciano Cartaxo esteve em sua casa e lhe propôs que disputasse o Senado Federal. Em resposta, o gestor pessoense teria ouvido de Maranhão que a intenção do PMDB é ter Lucélio Cartaxo como candidato, para que a estrutura do prefeito fosse posta em seu favor, atraindo mais votos à majoritária:
 
"A candidatura ao Senado já me foi proposta pelo próprio Luciano Cartaxo que esteve em minha casa discutindo a conjuntura atual. Eu expliquei que havia aberto mão da candidatura em favor da consolidação de uma aliança que pudesse contribuir para o fortalecimento do PMDB. Seria o ideal ser puro-sangue, mas a conjuntura atual não permite. Eu disse a Luciano que ele teria como resolver isso, indicando Lucélio como candidato ao Senador e Lucélio carregaria com ele o prestígio do próprio prefeito da capital, que pode com esse gestão estar sacando para o futuro, já que Luciano pretender ser candidato à reeleição e seria bom ele ter uma história de boa relação com o PMDB", declarou Maranhão, admitindo que a disposição do ex-superintendente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), contudo, é de pleitear uma vaga na Câmara Federal.
 
Mais sincero ainda em sua explicação, Maranhão completou, dizendo que o irmão do prefeito não tem densidade eleitoral, mas poderia ser auxiliado pela "estrutura" do gestor:
 
"Lucélio não tem tradição política, mas é irmão de Luciano e, evidentemente, a estrutura de Luciano, que hoje é grande, poderia funcionar bem transferindo os votos que Lucélio precisa para ser senador", arrematou.
 
A entrevista de José Maranhão foi concedida à Rádio Arapuan FM.
Lucélio não tem tradição política, mas é irmão de Luciano e, evidentemente, a estrutura de Luciano, que hoje é grande, poderia funcionar bem
Zé Maranhão, explicando o motivo pelo qual o PMDB prefere Lucélio Cartaxo