Manoel Junior nega que projeto de lei beneficie quem depositou dinheiro ilícito no exterior

Manoel Junior nega que projeto de lei beneficie quem depositou dinheiro ilícito no exterior

Em entrevista ao programa Rádio Verdade, da Rádio Arapuan, nesta terça-feira (28), o deputado federal Manoel Júnior (PMDB) falou sobre o projeto de lei 2960, da qual é relator. Após duras críticas da imprensa nacional, ele garantiu que o parágrafo que foi reinserido não irá beneficiar criminosos.

“Os recursos proveniente de crimes, como corrupção e tráfico de drogas, não serão aprovados”, afiançou.

Para Manoel, esse projeto deve funcionar como o Refis (Programa de Recuperação Fiscal), facilitando que pessoas que possuem dinheiro ilícito no interior por evasão de divisas ou ocultação de bens regularizem suas contas. Segundo ele, o país vai ganhar bastante com o projeto, pois arrecadará com o pagamento de impostos atrasados.

"O objetivo para repatriar dinheiro brasileiro que está irregularmente fora do país e que hoje não pode retornar”, explicou.

Porém, o deputado não explicou como será feita a investigação da origem desse montante financeiro. Ele contou que planos como este já foram realizados em diversos países, como Alemanha, Itália e Argentina, com um bom resultado. Manoel exaltou ainda que ele fez modificações que destinassem os tributos coletados para municípios e estados.

“A lei é do governo federal, não minha, eu apenas fiz melhoramentos ao programa”, arrematou.

 

 

Yves Feitosa/Nilvan Ferreira