Manoel Júnior é aconselhado a não realizar nenhum ato eleitoral para evitar ação por antecipação de campanha

Manoel Júnior é aconselhado a não realizar nenhum ato eleitoral para evitar ação por antecipação de campanha

Aconselhado pela assessoria jurídica a não realizar nenhum ato que tenha conotação eleitoral, o deputado federal Manoel Júnior (PMDB) pretende restringir sua participação neste período da pré-campanha das eleições do próximo ano a reuniões pontuais, além de tentar se comunicar com o eleitorado de João Pessoa através de entrevistas, principalmente de rádio.

Pré-candidato do Partido do Movimento Democrático Brasileiro a Prefeitura de João Pessoa, Manoel Júnior adiantou que já vem mantendo entendimentos com possíveis partidos aliados, a exemplo do PSDB e PSC. “Estamos fortalecendo a nossa candidatura conversando com diversas lideranças políticas, a exemplo do senador Cássio Cunha Lima, de Ruy Carneiro; com quem estive na semana passada na presença do senador José Maranhão, com o objetivo de fortalecer esta parceria”, afirmou.

Manoel Júnior disse, ainda, estar perfeitamente otimista quanto ao avanço dos entendimentos preliminares para a campanha, “até porque fazemos oposição ao prefeito da Capital e não temos conversa com o governador”, tendo se considerado “uma terceira via”. O deputado teve o nome confirmado como pré-candidato do PMDB a prefeito, com o apoio unânime da direção da legenda.

Disse que “a minha candidatura é irreversível” e contou que, além da direção estadual, recebeu o apoio dos dirigentes nacionais do PMDB na pessoa do vice-presidente da República, Michel Temer. “A propósito de Temer, ele vai estar aqui no próximo mês”, afirmou Manoel Júnior sem informar o motivo da visita.

 

 

 

Paraíba.com.br