Manoel Jr. recua e diz que não conselhou Dilma a renunciar

Manoel Jr. recua e diz que não conselhou Dilma a renunciar

O deputado federal Manoel Júnior (PMDB), que, no dia 10 de agosto, aconselhou, durante entrevista a MaisTV, canal de vídeo do Portal MaisPB, a presidente Dilma Rousseff (PT) a renunciar ao mandato, devido, segundo ele, “a crise financeira, moral, ética, política e de confiança que o Brasil enfrenta”, recuou, nesta sexta-feira (25), da ofensiva ao governo petista e disse que o seu comentário foi apenas uma análise geral, em referência a qualquer chefe de Estado que o país passa dificuldades.

“Eu não defendi, não foi isso que eu disse. A contextualização daquilo que eu disse foi justamente fora do contexto divulgado”, afirmou.

Indagado que teria sim defendido claramente a renúncia de Dilma, o deputado tentou explicar sua declaração. “Eu estava fazendo uma análise de alguns países em que o equilíbrio político gera equilíbrio econômico. E que alguns países, por exemplo parlamentaristas, quando existe o momento de crise o primeiro ministro simplesmente se despede do poder e entra um outro primeiro ministro e o país continua do mesmo jeito. Foi isso que eu disse, dentro desta contextualização”, afirmou.

 

 

 

Mias PB