Manifestantes quebram portas da AL em protesto contra Cunha

Manifestantes quebram portas da AL em protesto contra Cunha

Manifestantes quebraram as portas e invadiram a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para protestarem contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), que participa do Câmara Itinerante, que acontece na ALPB nesta sexta-feira (10).

O programa pretende levar a Câmara dos Deputados até os cidadãos das diferentes regiões do país, para que os parlamentares ouçam as necessidades locais, mas nos primeiros estados onde foi realizado São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná houve protestos contra Cunha.

Na Paraíba, o protesto contra Cunha é encabeçado pelo movimento gay, CUT, consulta popular, sindicato dos bancários, levante popular, movimento das mulheres, direitos humanos, entre outros. As principais queixas contra o presidente são as discussões e votações na Câmara de projetos como redução da maioridade penal, “Dia do Orgulho Hétero” e regulamentação de terceirizações.

Impedidos de entrarem na ALPB, os manifestantes quebraram as portas da Casa, entraram em confronto com a segurança e a sessão foi suspensa temporariamente. Depois de cerca de 30 minutos os trabalhos foram retomados no plenário.

A tropa do Choque e a Rotam foram acionadas para restabelecer a ordem, mas não se confrontaram com os populares. 

Os manifestantes avisaram que se a PM tentasse tirá-los das galerias derrubariam as vidraças do local.

Neste momento, os seguranças da AL negociam com os manifestantes e a tropa de Choque impede a entrada de mais pessoas na galerias.

 

 

 

 

MaisPB