Manifestantes pró-Petrobras brigam com grupo contra Dilma

Manifestantes pró-Petrobras brigam com grupo contra Dilma

Antes do início de um ato em defesa da Petrobras marcado pelo PT e pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), foram registradas brigas e tumultos entre os participantes e um outro grupo de manifestantes, que passavam pelo local com bandeiras do Brasil e pediam a saída da presidente Dilma Rousseff.

O ato ocorreu no auditório da ABI, no Rio. Pessoas que apenas transitavam pela rua, no centro da cidade, também trocaram acusações com os manifestantes pró-Petrobras.

Numa das brigas, houve troca de socos. Um funcionário da Petrobras, Vinicius Prado, foi agredido por militantes com camisetas vermelhas e teve seu crachá da empresa quebrado. Prado teve ainda a camisa rasgada pelos manifestantes pró-governo. Os petistas também jogaram ovos contra os opositores.

A Tropa de Choque da PM foi chamada e interveio para separar os cerca de 300 petistas do grupo de 15 manifestantes antigoverno.

Os tumultos foram contidos e não restaram feridos com gravidade.

Os transtornos ocorreram do lado de fora do prédio da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), onde ocorrerá o ato, que estava previsto para as 18h desta terça, mas ainda não começou.

 

 

Folha