Mais de 50% do povo está pessimista em relação à Copa, aponta pesquisa

Mais de 50% do povo está pessimista em relação à Copa, aponta pesquisa

Pela primeira vez, mais da metade da população brasileira está pessimista em relação à Copa do Mundo, revelou pesquisa do instituto Datafolha, do jornal "Folha de S. Paulo". Segundo o levantamento, 55% dos entrevistados acreditam que o evento trará mais prejuízos que ganhos para o país.

A pesquisa foi realizada entre os dias 2 e 3 de abril, em 162 cidades, consultando 2637 pessoas. Realizada desde 2008, o estudo mostra que a opinião contra a presença do Mundial no Brasil cresceu, de 10%, naquele ano, para 41%, em 2014. Há pouco mais de dois meses do evento, apenas 48% são a favor da realização do torneio.

- Ela é contra por entender que a Copa não vai trazer os benefícios que se prometiam. A gente lembra que Ricardo Teixeira prometeu que não haveria dinheiro público, e é o que há. Já se está em R$ 8 bilhões em gasto com estádios. Não é que não querem jogo - analisou o apresentador André Rizek.

A população é contra por entender que a Copa não vai trazer os benefícios que se prometiam"
Rizek

A pesquisa ainda revelou que o povo do Nordeste é mais otimista em relação à Copa do que o Sul e Sudeste. Com quatro sedes do Mundial - Salvador, Recife, Natal e Fortaleza - a região possui 50% dos entrevistados crentes de que o evento trará mais benefícios do que prejuízos, contra a média nacional de 36%.

O levantamento aponta uma mudança de rumo na percepção geral sobre a Copa, já que em 2013 a situação era equilibrada, com 44% afirmando que o prejuízo seria maior, contra 48% de otimistas.

O pontapé inicial do Mundial acontece no dia 12 de junho, com o duelo entre Brasil e Croácia, em São Paulo. Pesquisa aponta queda na aprovação da