Maia desconversa sobre ‘projeto’ futuro e alfineta Manoel Jr: ‘usa o PMDB para interesses pessoais’

Maia desconversa sobre ‘projeto’ futuro e alfineta Manoel Jr: ‘usa o PMDB para interesses pessoais’

O deputado estadual, Gervásio Maia, afirmou durante evento de filiação ao PSB nesta quinta-feira (3), que não guarda mágoa do PMDB e destacou o apoio que recebeu de suas bases.

Maia ressaltou a satisfação de estar no PSB e acrescentou que juntos vão construir um grande partido que está em fase de ascensão na Paraíba. Ele apontou que não guarda mágoa do PMDB, apesar das recentes confusões devido à presidência municipal do partido com o deputado federal, Manoel Júnior.

“Disputei quatro eleições vitoriosas e mágoa só faz mal a quem tem. É uma página virada, o PMDB se mantém como aliado do meu partido, o PSB e temos a melhor convivência possível. Não podia deixar de tomar essa decisão em virtude da realidade, não tinha como ter o mesmo discurso sobretudo na situação de João Pessoa. Como ia subir em palanque de um candidato do PMDB que a toda hora bate no PSB? Política tem que ter identidade”, afirmou.

Já sobre a alfinetada de Manoel Júnior que afirmou que Gervásio estaria ‘dando um tiro no pé’, Gervásio repetiu o discurso de Ricardo, criticando a posição ferrenha de defesa do peemedebista ao presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha.

“Quem tem dado tiro no pé é Manoel Júnior pela defensa intransigente a Cunha. A relação de Manoel com figura que tem envergonhado o PMDB e trazido vários prejuízos a política do nosso país. Se perguntar a qualquer cidadão, as pessoas vão dizer é preciso que Manoel faça reflexão do comportamento que tem adotado nos últimos anos, muito oscilante”, afirmou e arrematou acusando o deputado de nunca ter sido peemedebista, apenas usar a legenda para interesses pessoais.

 

Além disso, ele lembrou também que Manoel não acompanhou o PMDB nas eleições passadas, traiu o partido e preferiu o caminho de mais vantagem [se aliando a Cássio Cunha Lima (PSDB)]. “Ele não tem autoridade para dizer o que fiz de certo ou errado”, destacou.

 

 O deputado lembrou que o PMDB foi seu único partido e que sai de cabeça erguida por ter feito o dever de casa e cumprido com as orientações do partido e que agora ingressa no PSB e ter tido ao seu lado toda a base política que o acompanhou.

Gervásio apontou ainda que junto com ele vão inúmeros prefeitos, vices, vereadores e uma centena de lideranças. “Minha maior satisfação é que encontrei apoio em minhas bases. Vieram todos comigo”, afirmou.

Questionado a respeito de um possível projeto de futuro do governador, onde além de presidir a Assembleia a partir de 2017 disputar uma futura candidatura a governador do estado, o parlamentar foi vago afirmando apenas que já se sente realizado na política e que ficou muito feliz com as palavras do governador. “Chego como um soldado”.

 

 

 

Paraíba.com.br