Lula fala em erros do PT e diz que sigla vive 'adversidade momentânea'

Lula fala em erros do PT e diz que sigla vive 'adversidade momentânea'

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou vídeo nesta quarta-feira (10) para parabenizar o PT pelo aniversário de 36 anos. Na gravação, com cerca de três minutos de duração, Lula diz que o partido cometeu erros ao longo de sua história e avaliou que, atualmente, a legenda enfrenta uma “adversidade momentânea”.

O PT foi criado em São Bernardo do Campo (SP) em 1980, tendo Lula como um de seus principais fundadores. A sigla está na Presidência da República há 13 anos. Em razão da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção na Petrobras que teria beneficiado partidos da base do governo, entre eles o PT, a legenda vive momento de desgaste em sua imagem.

“É certo que não fizemos tudo o que tínhamos de fazer. É certo que cometemos erros e quem comete erros paga pelos erros. […] Mas esse é o Partido dos Trabalhadores, criado por você, por mim, pelo povo brasileiro e que, se Deus quiser, apesar de toda a adversidade momentânea, ainda vai continuar sendo o grande partido da história deste país”, afirmou o ex-presidente.

No vídeo, Lula enfatiza que o PT foi o partido que “mais fez políticas sociais” na história do Brasil e, por isso, “vive sempre enfrentando adversários conservadores que não aceitam o jeito petista de governar.”

O ex-presidente diz também ser importante que a população reflita sobre “qual partido fez mais pelo Brasil”.

Ao exaltar os 36 anos da legenda, Lula diz que foi graças ao PT que pessoas que jamais pensaram que participariam da vida política do país puderam ser eleitas deputadas, vereadoras e prefeitas. “E isso incomoda, porque é a parte mais pobre e mais humilde ocupando papel de protagonismo, o que não existia antes”, afirma o ex-presidente.

Na visão de Lula, o PT não é uma “ceita” na qual todos os filiados devem pensar da mesma maneira. Segundo ele, a legenda é “plural” e cada um pode pensar como quiser, mesmo que decisões sejam subordinadas ao conjunto do partido.

“[O PT] foi o partido que, pela primeira vez, tirou o trabalhador de coadjuvante e colocou o trabalhador como protagonista, como artista principal. Foi o partido que mais inovou na política brasileira desde a eleição das primeiras prefeituras, por meio do Orçamento Participativo”, destaca o ex-presidente.

“E vamos torcer para que, quando [o PT] comemorar seus 37 anos, estejamos mais fortes do que hoje”, conclui.

Comemorações
Embora o aniversário do PT seja nesta quarta, a legenda fará o ato de comemoração dos 36 anos nos próximos dias 26 e 27, no Rio de Janeiro (RJ) - a programação oficial ainda não foi divulgada, mas, nos anos anteriores, quadros importantes para o partido, como Lula, a presidente Dilma e o presidente do partido, Rui Falcão, costumam participar desses atos.

No ato de 35 anos, em 2015, a legenda se reuniu em Belo Horizonte (MG). À época, além de petistas históricos, também participou do encontro o ex-presidente uruguaio José Mujica, além de representantes de outros partidos, como do PC do B, e de movimentos sociais.

 

 

 

 

G1