Luiz Couto aceita aliança com o PMDB, não sobe no palanque de Vené

Luiz Couto aceita aliança com o PMDB, não sobe no palanque de Vené

O deputado federal, Luiz Couto (PT-PB), revelou, nesta segunda-feira (26), que não subirá no palanque do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), nas eleições deste ano. Para justificar seu posicionamento, Luiz Couto disse ter problemas com alguns integrantes do PMDB e acusou o ex-governador José Maranhão de tentar lhe derrotar de todas as formas em 2010. “Tenho coerência, não vou subir no palanque de quem tentou me derrotar, e era dessa forma: vamos derrotar o velhinho”, observou.

Em relação ao seu voto para governador, Luiz Couto escondeu o jogo e não revelou em que votaria. Mesmo acenando para o apoio a reeleição de Ricardo Coutinho, Couto preferiu não manifestar sua posição e disse que o “voto é secreto”.

Questionado sobre uma possível ingratidão dele com o PMDB, pelo fato de o partido ter manifestado apoio ao PT desde 2002, Couto lembrou que em 2010 o partido governava o Estado e a prefeitura de Campina Grande, mas mesmo assim Dilma perdeu na cidade porque os peemedebistas não fizeram campanha para a petista. “Na época da aliança com Cícero no 2° turno, o PMDB não pedia voto em Campina Grande, e por isso foi preciso organizar um comitê para a presidente”, contou.


Alexandre Freire - MaisPB