Luis Torres alfineta Cartaxo e taxa Rômulo de traidor: 'foi para outra ala'

Luis Torres alfineta Cartaxo e taxa Rômulo de traidor: 'foi para outra ala'

O secretário de Comunicação da Paraíba, foi o entrevistado desta terça-feira (29), do programa Rádio Verdade da Arapuan FM, e já chegou alfinetando o prefeito Luciano Cartaxo (PSD): “João Pessoa é o único lugar no mundo que se cortar um meio fio vira binário”.

Torres justificou seu atraso como sendo a primeira vez que pegava o novo caminho para chegar até a Arapuan FM, que agora tem o sentido do trânsito invertido na rua em frente e criticou o prefeito: “João Pessoa é o único local do mundo que se cortar um meio fio vira binário”, disse.

Já sobre as reclamações do prefeito de que aliados do governador estariam ‘detonando’ sua administração, o secretário explicou que há mais registros públicos de ataques ao governador do que o contrário e lembrou da época das eleições que o líder na Câmara, vereador Marco Antonio (PPS) chegou a tentar agredir Ricardo fisicamente. “Ou as pessoas esquecem disso?”.

“A segunda leitura é que para o PSB a prefeitura de Cartaxo não pertencia, até porque o PSB disputou as eleições contra Cartaxo. O PSB naturalmente não participou desse processo e não participa dessa gestão municipal. Diferente do PT que em 2014 esteve junto com o governador e ao ser eleito Ricardo chamou o PT que hoje faz parte em algumas pastas”, disse.

Torres ainda justificou a saída de Cartaxo do PT para o PSD como o principal motivo do rompimento e sobrou até para o deputado federal e presidente estadual do PSD, Rômulo Gouveia: “Rômulo é a personificação do processo de traição em 2014. Era vice governador da Paraíba e participava do governo, dos processos de debate e para a surpresa de todos, rompendo de forma violenta”, disse e lembrou que o prefeito foi para o partido que representa essa traição e que além de tudo está ligado ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

“Não tem debate sobre isso, o movimento do prefeito Cartaxo é um movimento nitidamente de outra ala, ele escolheu outro segmento”, disse. 

 

 

 


Marília Domingues