Lira revela assédio de partidos, mas afasta uma disputa pela Presidência do Senado

Lira revela assédio de partidos, mas afasta uma disputa pela Presidência do Senado

O senador paraibano Raimundo Lira (PMDB) afastou, nesta sexta-feira (9), a possibilidade de disputar a Presidência do Senado para o biênio 2017/2018.

Em entrevista ao Correio Debate, da 98 Fm,  ex-coordenador da comissão do impeachment no Senado  revelou que tem sido assediado por parlamentares, legendas e até blocos partidários no sentido dele entrar na disputa para suceder Renan Calheiros, mas ele já anunciou apoio a Eunício Oliveira, atual líder do PMDB,  para o posto.

“Sempre que sou abordado sobre essa possibilidade eu digo que não posso e nem quero que esses movimentos sejam estimulados, pois fui o primeiro a indicar Eunício Oliveira, afirmou.

 

Roberto Targino – MaisPB