Lira garante que crise não parou obras da transposição

Lira garante que crise não parou obras da transposição

Presidente da Comissão Externa de Acompanhamento das Obras de Transposição e Revitalização do Rio São Francisco, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) reafirmou nesta segunda-feira (07) que o grande sonho de 12 milhões de nordestinos, distribuídos nos estados da Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte, está prestes a ser concretizado.

O senador observou que, mesmo em tempos de crise financeira, a transposição não tem sofrido solução de continuidade e, hoje, se encontra com mais de10 mil trabalhadores atuando nas diversas frentes da obra.

Para os nordestinos que ainda não acreditam na transposição, devido aos seguidos cinco anos de seca, Raimundo Lira reafirmou que a previsão é de que, até o primeiro trimestre de 2017, a obra esteja concluída, levando água e desenvolvimento para toda a região.

Ele reafirmou que, na Paraíba, a transposição inundará importantes açudes, como o Epitácio Pessoa (Boqueirão) e o complexo Coremas-Mãe D`Água, garantindo volume permanente nestes e em outros reservatórios. O senador peemedebista ressaltou que a Paraíba será o Estado mais beneficiado com a transposição do Rio São Francisco.

“Eu quero, mais uma vez, reconfirmar a previsão da transposição do Rio São Francisco chegar aos Estados da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Ceará – porque, em Pernambuco, já chegou, mas ainda não com a intensidade com que vai chegar –, no máximo, até o primeiro trimestre de 2017”, disse Raimundo Lira. Ele lembrou também que a previsão mais otimista aponta a conclusão da obra já para o final de 2016.

Raimundo Lira, que tem estado permanentemente em contato com o Ministério da Integração Nacional, para acompanhar o desenvolvimento da obra, garantiu recentemente a conquista, junto ao Banco Mundial, dos recursos necessários para a inclusão do Ramal Piancó, no projeto da Transposição.

O Ramal levará água do Rio São Francisco para o conjunto Coremas–Mãe D’Água, o maior reservatório do Estado, com capacidade para acumular mais de 1 milhão de metros cúbicos de água, ampliando os benefícios da transposição na Paraíba para quase 120 cidades.

 

 

 

 

MaisPB