Linguagem corporal: 10 atitudes que podem influenciar na entrevista de emprego

Linguagem corporal: 10 atitudes que podem influenciar na entrevista de emprego

Se expressar bem em uma entrevista de emprego é fundamental para qualquer pessoa que esteja almejando algum bom posto de trabalho. Pontualidade, boa aparência e saber o que dizer são qualidades imprescindíveis. Apesar disso, o corpo humano não se comunica apenas pela fala, o que torna a linguagem corporal tão importante quanto todo o resto – ou até mais.

Linguagem corporal pode mostrar desconforto
Thinkstock/Getty Images
Linguagem corporal pode mostrar desconforto

De acordo com estudos publicados em 2011 pelo site "Psychology Today", as palavras constituem apenas 7% da mensagem transmitida. Já as qualidades vocais (tais como tom e volume) representam 38% e as ditas "dicas visuais" respondem por todos os 55% restantes da mensagem.

Especialistas brasileiros endossam a tese e frisam que a forma como um candidato se comunica pode influenciar mais o recrutador do que aquilo que efetivamente é respondido em uma entrevista.

"É importante ter consciência das posturas ou gestos mais negativos e treinar-se para evitá-los, assim como saber quais são os gestos mais positivos que podem contribuir para gerar mais simpatia. Afinal podemos estar diante de um entrevistador que leve a sério estes sinais", explica Fernando Lucena, presidente do Grupo Friedman, empresa de treinamento e consultoria para o varejo.

Mais ou menos perceptíveis, são várias as maneiras de agir que podem beneficiar ou prejudicar o candidato. Por conta disso, o iG separou 10 dúvidas de comportamentos que, mesmo inconscientemente, podem influenciar na hora de conversar com o recrutador. Todos eles foram analisados por Gustavo Costa, sócio-fundador da Unique Group, consultoria executiva em Recursos Humanos para média e alta gestão.

1 - Sobrancelhas erguidas podem mostrar desconforto?
GC: Podem sim, ou também podem demonstrar espanto, surpresa com alguma informação ou pergunta, ou ainda irritação.

2 - Aumento e variação no tom de voz demonstra interesse?
GC: Não necessariamente. Às vezes a variação no tom de voz pode demonstrar ansiedade em excesso ou nervosismo.

3 - Contato visual direto mostra interesse (positivo ou negativo)?
GC: Sim, demonstra atenção. Mas não é válido um contato visual extremamente intenso, com olhos que nem piscam. 

4 - Porém, olhar fixamente "dentro dos olhos" pode indicar mentira?
GC: Não é verdade. Às vezes olhar “dentro dos olhos” é a melhor forma de mostrar atenção e perceber a linguagem corporal.

5 - Pernas cruzadas geralmente sinalizam resistência e baixa receptividade?
GC: Às vezes sim, mas podem também sinalizar tranquilidade e conforto com a forma como está sendo avaliado

6 - Se o entrevistador "espelhar" a linguagem corporal do candidato, provavelmente ele está indo bem?
GC: Não acho que isso seja regra, é muito raro. Apenas um entrevistador com pouca experiência se deixa levar pela postura do avaliado, pois normalmente ele tem domínio de sua própria postura quando está acostumado com a situação de avaliar profissionais.

7 - Ausência de pequenas rugas ao redor dos olhos podem denunciar um sorriso falso?
GC: Não vejo sentido.

8 - O entrevistador dar risadas com o candidato é um sinal positivo?
GC: Sim, dependendo da forma como a dinâmica da entrevista está sendo conduzida. Se ela ficar mais leve e permitir que deem risadas juntos de determinadas situações, pode melhorar a empatia.

9 - Ombros levantados mostram expansividade, autoritarismo, liderança?GC: Depende. Combinado com outras expressões, pode demonstrar arrogância.

10 - Pernas inquietas podem indicar insegurança?
GC: Sim, muito comum em candidatos menos experientes, demonstra desconforto, ansiedade e nervosismo.

 

 

 

O Globo