Lindbergh Farias é citado pela PF em corrupção de doação eleitoral

Lindbergh Farias é citado pela PF em corrupção de doação eleitoral

A Polícia Federal enviou ao Supremo Tribunal Federal documentos que apontam indícios de corrupção em doações de campanha do senador paraibano pelo PT do Rio de Janeiro, Lindbergh Farias

Outros dois políticos estão citados nessa investigação: os senadores: Valdir Raupp, do PMDB-RO, Humberto Costa, do PT-PE..

A delegada responsável por estas três investigações diz no relatório enviado ao supremo que existem elementos iniciais suficientes que indicam a doação eleitoral como forma de corrupção

A Polícia Federal cita vários depoimentos de delatores da Operação Lava Jato e compara dinheiro que foi recebido oficialmente por essas campanhas com doações oficiais feitas por empresas investigadas na Operação Lava Jato e que tinham contratos com a as campanhas políticas, com doações oficiais declaradas pelas empresas que tinham contratos com a Petrobrás.

Essa constatação da Polícia Federal aconteceu durante a fase de coleta de provas e a informações se tornou pública quando a Polícia Federal pediu ao Supremo mais 60 dias para continuar as investigações.

Os senadores Valdir Raupp, Humberto Costa e Lindbergh Farias negam qualquer envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras.

A Polícia Federal também pede ao Supremo uma nova acareação entre o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. Paulo Roberto afirmou ter destinado R$ 2 milhões à campanha da ex-governadora do maranhão Roseana Sarney por meio do senador Edson Lobão, do PMDB. E diz que Youssef teria entregue o dinheiro. mas o doleiro nega. Roseana e Lobão também negam envolvimento no esquema. A Polícia Federal quer ainda acesso a dados telefônicos de lobão e Roseana.

 

 

G1